Os benefícios de chegar aos 40 anos!

Os benefícios de chegar aos 40 anos… ou aos quase 44! 🙂

A idade não traz apenas rugas e cabelos brancos. A idade traz, acima de tudo, maturidade. Há coisa que passamos a valorizar mais e outras que relativizamos com mais facilidade. Com a idade o filtro vai-se perdendo e a carapaça que nos protege cresce em proporção à idade. Já não ligamos tanto à opinião dos outros, já não nos importamos que olhem para nós e aceitamos com mais facilidade o que somos.

Eu sinto-me mais calma, mais assertiva, mais despreocupada e mais bonita! Sim, sinto-me mais bonita. Acho que aqui a aceitação daquilo que sou e uma ajuda extra que um dia vou contar, tiveram também alguma influência. Quando olho ao espelho percebo o que quero e o que necessito para me sentir bem! E não preciso de muito! Na verdade nunca é preciso muito, pois não?

Acredito que os benefícios de chegar aos 40 anos não sejam apenas estes,  mas para já estes são os que mais sobressaem.

Há por aí quem também tenha 40 anos? Sente o mesmo? 🙂

Gostou deste artigo? Então partilhe-o com os seus familiares e amigos! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro.”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

Os 40 anos e a perda de visão!

Os 40 anos e a perda de visão!

Há já algum tempo que notava dificuldade em ler letras muito pequenas. Parecia que via tudo desfocado. Uma vez, numa visita a uma parafarmácia, coloquei uns óculos com graduação e quando olhei para o papel… wowwww, todo um novo mundo surgiu! Não comprei esses, como é óbvio.

Seguiu-se uma consulta de oftalmologia, para perceber se havia outro problema. Diagnóstico: está tudo bem, mas é normal aos 40 anos perder-se qualidade na visão e eu precisava mesmo de óculos. Mas disso eu já sabia! 🙂

Preciso apenas para ver ao perto, tudo o resto está perfeito. Ainda bem! Escolhi uns óculos simples e muito fofos. Não posso, de maneira alguma, usá-los para mais nada que não seja ler (papel, computador ou telemóvel), sob pena de prejudicar a visão ao longe, que está muito bem.

São do Jorge Oculista, a minha ótica de eleição há já muito anos, desde que me lembro que sou gente, para falar verdade. Escolhi-os por serem giros, claro, mas também por serem leves, discretos e trazerem um fio para colocar ao pescoço. Aliás, estava indecisa entre dois modelos e optei por estes porque gostava mais deste fio! 🙂

Gosto muito deles e confesso que já me custa não os ter para ler ou olhar para um ecrã. Primeiro estranha-se, mas depois entranha-se, não é verdade?

E por aí, quem usa óculos? Sempre, só para ler, para o perto ou para o longe?

Óculos: Jorge Oculista (aqui)

Gostou deste artigo? Partilhe-o com os seus familiares e amigos! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se! 🙂

Projeto 52 semanas: semana 25!

Aí vamos nós, projeto 52 semanas… semana 25!

Um look, várias imagens, uma vez por semana, todas as semanas, em 2019!

Este é o modelo de vestido que mais gosto para o verão. É tão bonito e fresco que todos os anos compro para a Carlota. As flores, que eu adoro, são a cereja em cima do bolo, num look que resultou muito bem! 🙂

Veja as imagens e diga-me, não está uma delícia?

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Carlota veste:
Colares: Lupinha (aqui)
Vestido: Patuska (aqui)
Sapatilhas: Vitoria na Patuska (aqui)
Bandolete: Lemon Hair Lovers (aqui)

Gostou deste artigo? Partilhe-o com os seus familiares e amigos! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se! 🙂

Em minha casa é uma democracia mas…

Quem manda sou eu!

Há lugar para opiniões, que aqui não reina a ditadura, mas a última palavra é sempre minha! Quem diz minha, diz do pai, embora toda a gente saiba que quem manda em casa somos nós, mulheres! Certo? Certo!

Pois aqui também é assim. Há coisa negociáveis, outras não! O banho tem que se tomar, o iogurte tem que se beber antes de ir para a escola, no fim de jantar não há ecrãs… já a roupa às vezes é negociável! Às vezes! Costumo dizer-lhe “tens estes vestidos, qual queres?” e ela escolhe. Mas nunca a deixo ir ao armário escolher o que quer vestir, isso não deixo. Apesar dela sair à mãezinha e já combinar tudo muito bem.

aqui falei acerca da importância dos limites e aqui da importância de não estarmos sempre a dizer não. No entanto, é bom que se perceba que quem manda em casa são os pais e apesar da criança ter uma voz, a última palavra é sempre do adulto. Sem autoritarismos, sem agressividade, sem o tom do “quem manda aqui sou eu!”… apesar de sermos nós quem manda! 🙂

A empatia e o respeito têm que prevalecer e temos que ler este post e compreender o que é isso de ser criança! Temos que perceber que a criança não tem maturidade suficiente para lidar com a frustração, que raramente está quieta e, acima de tudo, temos que compreender que as crianças são seres imensamente felizes e que fazem IMENSO BARULHO! 🙂

Como faz aí em casa, quer partilhar?

Gostou deste artigo? Então partilhe-o com os seus familiares e amigos! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro.”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂