O que uma criança não precisa de ouvir!

Dizemos uma série de coisas, muitas vezes sem intenção, que uma criança não precisa de ouvir!

O facto de ser educadora permite-me observar o mundo infantil de um ponto de vista crítico, sem, no entanto, o julgar. Não sou melhor do que ninguém, nem pretendo ser, mas tenho a obrigação de alertar e nunca desistir de lutar por um mundo melhor para as crianças. A verdade é que, não raras vezes, dizemos coisas às crianças, que estas não têm necessidade de ouvir. Não precisam mesmo e algumas podem até prejudicar. Podem prejudicar a auto-estima, podem moldar uma personalidade, podem incentivar um comportamento. Não raras vezes, o que dizemos não vai alterar o comportamento, vai, isso sim, rotular a criança e influenciar a sua personalidade, talvez para sempre.

Então, o que é que uma criança não precisa de ouvir:

  • Não gosto de ti! Ora não me lixem, quem é que deixa de gostar de uma criança porque ela faz um disparate. Ainda mais se for nosso filho! NINGUÉM! Mas a criança pode achar que sim e isso o que provoca? Uma diminuição da auto-estima!
  • Não prestas para nada! Sério? Não presta mesmo? Com certeza que presta e que é o melhor do nosso mundo!
  • Nunca fazes nada de jeito! Nunca, mesmo nunca. Não me acredito!
  • Estás sempre a chorar, és uma chorona! Não está nada e se está é porque algo se passa! Aqui pecadora me confesso, já me escapou algumas vezes!
  • Portas-te sempre mal! Sempre, sempre, sempre? Nã! De certeza que alguma vez ele portou-se bem.

Tudo isto dito de forma consistente, leva a que a criança acredite que é mesmo assim, condicionando o seu comportamento. A questão dos rótulos não altera comportamentos, mas influencia-os. Leva a criança a acreditar que é mesmo assim e se é assim, para quê mudar! Para além disso, alguns tipos de discursos podem influenciar negativamente a auto-estima e a capacidade de resolver problemas.

Concorda comigo? Tem mais alguma coisa a acrescentar acerca do que uma criança não precisa de ouvir? 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro.”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

4 thoughts on “O que uma criança não precisa de ouvir!

  1. […] O facto de ser educadora permite-me observar o mundo infantil de um ponto de vista crítico, sem, no entanto, o julgar. Não sou melhor do que ninguém, nem pretendo ser, mas tenho a obrigação de alertar e nunca desistir de lutar por um mundo melhor para as crianças. A verdade é que não raras vezes … Ver artigo completo no Blog […]

  2. Cláudia Rodrigues says:

    Concordo inteiramente. Todas as crianças fazem asneiras, são chatas e esgotam-nós de vez em quando, mas os adultos somos nós. Portanto cabe-nós o papel de perceber que elas não o fazem para nos incomodar, estão apenas a ser crianças, nada mais!
    Eu costumo dizer à minha filha: gosto sempre de ti, mas não gosto que faças isso!! Claro que também já lhe disse que estava a ser chata e depois percebo que não deveria ter dito aquilo…

  3. Catarina Maia says:

    Amém para este post !!
    Ouço isto tantas vezes e é de enervar qualquer educadora de infância; qualquer pessoa com formação.
    Para além dos exemplos que deu, também ouço “és má!”; “parece parva”; “Xiu, calô”!
    É triste….

    1. sofiasalgadomota says:

      Mesmo, há tantos que dá mais uns quantos posts. Um dia escrevo sobre o perigos das etiquetas!
      Beijinho e obrigada pelo carinho! 🙂

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *