Vi Portugal a arder!

Ontem escrevi isto na página do Facebook:

“Chegamos há pouco do Vimeiro, durante toda a viagem vi incêndios🔥, sinto que fintámos alguns cortes de estrada, passámos por sítios que foram cortados minutos depois. Viajámos lado a lado com incêndios quase todo o caminho, o céu não se via, só fumo, muito fumo e às vezes labaredas. Um calor insuportável e vi gente que ainda deita beatas pela janela. Nunca, em toda a minha vida, vi o que vi hoje. É triste, muito triste! 😔 Que chova rápido e muito, já faz falta!💦☔️💧”

É verdade, vi de perto muitos dos grandes fogos que deflagraram ontem em Portugal. Vi o pinhal de Leira a arder, vi Vagos a arder, passei na A25 pouco antes de ser cortada. Vi a A1 a ser cortada, passei ao lado de Vale de Cambra e vi a A3 com fogo dos dois lados. Cheguei a casa e da minha janela vi os montes que circundam Braga a arder. Vi e praguejei. Vi e pensei, como é possível? Não consigo perceber como é que ainda há gente que deita beatas (acesas) pela janela. Não percebo, não compreendo. O país estava a arder e eu vi isso ontem na autoestrada. ONTEM, naquele que foi o pior dia de incêndios em Portugal! Quem o fez ontem fá-lo sempre. E as queimadas? Como podem achar que por estar em outubro se podem fazer? Ignorância? Não, não pode ser. Temos a obrigação de estar mais informados, mais conhecedores, temos a obrigação de saber mais… Não há consciência. Não há respeito. Há, isso sim, um profundo egoísmo. Só pensamos no nosso quintal, nunca no do vizinho. Não acho que exista apenas um culpado, acho que somos todos, que a responsabilidade é de todos nós. Temos que cuidar, temos que proteger e temos que alertar. Temos que fazer mais e melhor. O sentimento é de profunda tristeza. A consternação é enorme. O sentimento de impotência e medo invade-nos! PORRA, PÁ!

Neste momento só me ocorre uma coisa, fazer-me sócia dos bombeiros e pedir a todos que façam o mesmo. A ajuda não é grande, até porque a quota é baixa, mas se todos o fizermos vamos ser muitos e isso pode fazer a diferença. Sei que em Guimarães, por exemplo, há um apelo urgente, mas com certeza que o apelo é extensível a todos os quartéis por esse país fora! 🙂

 

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota
E no Facebook —> Pedaços de Nós

5 thoughts on “Vi Portugal a arder!

  1. É verdade Sofia… por aqui perderam-se quase 10.000 hectares com 700 anos de história. As minha memórias de infância desapareceram no fumo… a minha filha ainda teve oportunidade de conhecer e brincar na nossa mata… espero que seja replantada tal como era e não com eucaliptos como se tem feito pelo país fora… espero daqui a 30 anos encontrá-la tal como era até sábado e brincar lá com os meus netos… estamos todos bem, casas a salvo, mas perdemos a nossa história… foi-se a herança d´Ell Rei Dom Dinis…
    Não há um Marinhense hoje que não chore por dentro, que não se sinta devastado com tamanha perda… O pulmão de Portugal está queimado, está perdido…
    <3

    1. Oh Ana Rita, que tristeza tão grande! No domingo senti-me muito triste ao passar e ver aquela mata tão bonita a arder. Passo no meio dela quase todos os anos a caminho da Nazaré. Não sou daí e sinto orgulho desse feito. Falo muitas vezes no D. Dinis e no Pinhal de Leiria aos meus alunos, é muito triste, muito triste mesmo. E a seca que vi à volta do Vimeiro, as terras todas secas, até me arrepiei. A natureza está a sofrer e nós ainda vamos sofrer mais do que ela! Beijinho e muita força, a ver se reflorestamos isso rápido, com pinheiros! 🙁

    1. Nos bombeiros mesmo, mas confesso que ainda só trouxe o papel para casa, com as férias e início de anos tenho andado a adiar, mas tem mesmo que ser. Ando a adiar há imenso tempo, fica sempre para amanhã! E sim, também acho que somos nós os culpados de tudo o que está acontecer, fogos, seca, calor extremo, furacões, achamos sempre que só acontece ao outro. Nisto da ecologia enerva-me tanto a passividade, o deixar andar, o desleixo… Eu bem tento fazer em casa e ensinar aos miúdos as boas práticas, mas acho que não chega, saem-me das mãos demasiado pequenos, se não houver continuidade tudo o que aprenderam perde-se e isso deixa-me profundamente triste! 🙁

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *