Livros infantis: guia prático por idade!

Há algum tempo desafiaram-me a escrever um post sobre os livros adequados para cada idade. Sei, com conhecimento de causa, quais adotar e quais oferecer, pelo menos, até aos seis anos. Conheço muitos de perto, leio bastantes, ofereço uns quantos, tenho em casa imensos! 🙂
Sou apaixonada por livros, compro alguns da minha área profissional e, essencialmente, livros infantis. Compro para a Carlota e aproveito-os para a escola. Muitas vezes a escola é o teste sobre o interesse que o livro pode suscitar. A Carlota tem livros desde que nasceu e aos três meses viu, admirada, o seu primeiro livro de animais. Ria-se enquanto eu lhe mostrava as imagens, reais, dos diferentes animais. O pai diz que foi com esse livro que aprendeu a falar! 🙂

A verdade é que para cada fase há livros mais ou menos apropriados. Há uns que são indicados para determinada idade e há os que são transversais.

Deixo então os meus conselhos acerca dos livros:

Até aos dois anos:

  • Livros com imagens reais – Durante os dois primeiro anos deve-se dar primazia aos livros com imagens reais, já que a criança organiza a compreensão que tem do mundo da seguinte forma: primeiro compreende o objeto real; de seguida o objeto em miniatura; depois a imagem real (fotografia); seguida da imagem colorida; e, por fim, compreende a imagem a preto e branco. O livro com imagens reais ajudam a criança a perceber melhor o que vê e aumenta a sua compreensão do mundo que a rodeia.
  • Livros com relevos – Quando a criança é muito pequena deve ser estimulada, mais do que qualquer outra coisa, pelos cinco sentidos. Sabe-se que o trabalho até aos três anos deve viver muito da estimulação dos cinco sentidos, razão pela qual a criança deve experimentar diferentes sensações.

A partir dos dois anos:

  • Pequenas histórias – As clássicas histórias de encantar simples e resumidas são indicadas para estas idades. Os miúdos costumam adorar as que metem o lobo mau, com imagens coloridas e bem ilustrativas do que se passa. Lembro-me que a Carlota, antes dos dois anos, já “contava” umas que se vendem no Continente da coleção “Era uma vez”. Os livros com as imagens reais ainda valem nesta altura, mas já se pode complexificar um bocadinho. Os livros com pop ups também são uma boa opção, são chamativos e interessantes, não duram muito tempo inteiros, é uma verdade, mas isso faz parte.
  • Livros com interesses específicos para a idade – Livros que abordam temas como a entrada na escola, o largar da chupeta ou da fralda são muito importantes por volta dos dois, três anos, altura em que estas situações acontecem. Aqui, dou especial relevo aos da Nonô, dos quais falei aqui e aqui, são livros simples, com histórias pequenas e de fácil compreensão! 🙂

A partir dos três anos:

  • Livros com interesses e moral específicos – Há livros que abordam temas importantes como, por exemplo, o nascimento de irmãos, as regras, o medo ou a ida para escola. Nestes destaco duas coleções que existem cá em casa e que a Carlota adora, as histórias da “Matilde”, da “Alice” (ambos da BookSmile) e do “Simão” (da Fábula) . Há ainda as do “Rato Renato” (da Edições Asa), que reunem bastante consenso por parte dos miúdos.
  • Histórias de encantar – Há os clássicos, como a Branca de Neve ou o Capuchinho Vermelho e depois há as adaptações, em que destaco os d’ “A Cabeleireira Encantada” (da BookSmile), a miúda cá de casa adora-os e os miúdos na escola também! 🙂
  • Livros científicos – Os livros com interesses mais científicos podem ser introduzidos antes dos quatro anos, depende sempre do interesse da criança, mas a maioria só desperta para estes assuntos nesta idade. Claro que são livros adaptados, livros nos quais determinado assunto é abordado de forma simples e à medida dos pequenos leitores. Destaco os livros que falei aqui, gosto tanto deles que os ofereço a quase todos os miúdos. E a verdade é que a Carlota adora-os e passa a vida a folheá-los.

A partir dos oito anos:

  • Coleções – Não tenho muita experiência nesta idade, mas pedi auxilio aos miúdos do ATL e aqui vão as suas sugestões! Coleções como “O Diário de um Banana”, “Diário de uma totó”, “Diário de um Vampiro Banana”, “Big Nate” são dos seus favoritos. Mas também como não ser assim, há uns anos eram as coleções “Uma Aventura” ou “Os Cinco” que deixavam miúdos agarrados às suas histórias.
  • Livros de poemas – Há uns tempos conheci os livros de José Jorge Letria (da BookSmile) e fiquei encantada. Não podia deixar de falar neles. Não são dos que a Carlota mais gosta, mas os meus miúdos adoram (e têm cinco anos). Já lhes li alguns e é sempre uma animação. As rimas são engraçadas, falam, não raras vezes, de objetos ou situações da vida quotidiana.
  • Livros científicos – Podem ser livros mais complexos, com os assuntos tratados de forma mais aprofundada, já que a capacidade de concentração, de abstração e compreensão é muito maior. Destaco a coleção “Viagem pelo(a)” (da BookSmile), a Carlota já a tem completa e eu gosto bastante.

Agora as imagens, há alguns dos quais não falo no texto, mas que são muito giros e interessantes! 🙂

Diga-me uma coisa, por favor, acha útil que vá partilhando os livros que lemos e que vão aparecendo cá por casa? E este artigo, considera-o útil? Já conhecia os livros que mostro?

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota
E no Facebook —> Pedaços de Nós

2 thoughts on “Livros infantis: guia prático por idade!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *