Afinal os meus filhos não se odeiam!

Apesar da diferença de 19 anos cá em casa a relação entre os meus filhos é a típica relação entre irmão! Toda a gente fica admirada quando conto algumas peripécias! Pensam que ele, por ser bem mais velho, a estraga, que a trata como um bebé, que se perde com carinhos e miminhos, mas nada disso acontece! Ele arrelia-a, ela chora, eu desespero. Ela não lhe dá descanso, ele inferniza-lhe a vida e não lhe cede um milímetro (nunca). Muitas vezes ela diz que não gosta dele, ao que ele responde que também não gosta dela!  Cansam-me, MUITO!

Mas…

…há um grande mas!

Ele esteve fora quase uma semana e, quando chegou, trazia na mão um presente que lhe entregou mal ela abriu a porta, só que ela não quis saber de presente nenhum. Abraçou-se às pernas dele e não queria largar, só largou quando ele lhe pegou ao colo! Foi um momento de grande ternura, daqueles que não registámos mas que ficam guardados na nossa memória para sempre!

Ainda sorrio quando penso que afinal os meus filhos não se odeiam!

E por aí, há relações difíceis entre os irmãos?

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

One thought on “Afinal os meus filhos não se odeiam!

  1. […] Apesar da diferença de 19 anos cá em casa a relação entre os meus filhos é a típica relação entre irmão! Toda a gente fica admirada quando conto algumas peripécias! Pensam que ele, por ser bem mais velho, a estraga, que a trata como um bebé, que se perde com carinhos e miminhos, mas nada -> … Ver artigo completo no Blog […]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *