Os três anos e a boa educação!

A minha filha é um doce, meiga, alegre, simpática… parece, não é? Só que não é sempre assim! Ou antes, é, para os de casa, para as pessoas que conhece bem! Para quem não conhece é até bastante antipática e, por vezes inconveniente! Sim, já me senti envergonhada tal é a cara de má que faz a quem não conhece!

Eu sei, tenho que saber, que o cânones da boa educação ainda não são compreendidos aos três anos. Que, com esta idade, a criança ainda não percebe bem o que está certo e o que está errado. Que não sabe colocar-se no lugar do outro… Mas, mesmo assim, explico-lhe e faço-lhe ver que aquele comportamento não é aceitável. Ela costuma justificar estas ações com a vergonha. Aliás, de antemão ela já me avisa que vai ter vergonha e não vai falar… Costumo compreender e aceito com facilidade, acho que a vergonha é algo intrínseco e que deve ser respeitado! Mas não é preciso fazer cara de má e é isso que tento que compreenda! Eu já percebi que algumas pessoas não contam com aquela reação dela, que vêm felizes conversar com ela e… ela lança um olhar fulminante! 🙂

Quem já levou com o mau feitio da miúda?

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

5 thoughts on “Os três anos e a boa educação!

  1. […] A minha filha é um doce, meiga, alegre, simpática… parece não é? Só que não é bem assim! Ou antes, é, para os de casa, para as pessoas que conhece bem! Para quem não conhece é até bastante antipática e, por vezes inconveniente! Sim, já me senti envergonhada tal é a cara de má que -> … Ver artigo completo no Blog […]

  2. Cristina says:

    Acho que não tem mal nenhum. Eu também era assim e até limpava o beijinho eheh. Já os meus filhos… não sei a quem saíram tão dados. Isto para dizer que eu até acho piada quando os miúdos frazem o sobrolho, e as pessoas têm que entender que cada criança tem o seu feitio. Beijinhos

    1. sofiasalgadomota says:

      Eu acho que entendem, eu é que fico meio sem jeito, ela faz mesmo cara de má! 🙂
      Beijinho

  3. Liliana Carvalho says:

    Olá! Revi-me em todas as suas palavras. Estava ainda à pouco a falar sobre isso com uma amiga por causa de uma situação que passei com a minha filha (tem 6 anos) ontem.
    E de facto quanto mais tento que ela diga pelo menos “Olá” ainda fica mais retraída por estar a chamar a atenção para ela. Também me diz que fica com vergonha mas eu gostava que ela se sentisse mais à vontade. Ela é um doce e nestas situações nem parece a mesma menina feliz e amorosa que é.
    Espero que com a idade ela se sinta mais à vontade.
    Beijinhos

    1. sofiasalgadomota says:

      É preciso respeitar, costumo dizer que a vergonha não é defeito, é feitio! Temos apenas que perceber se afeta a relação com os pares, se isso não acontece, então não há razão para preocupação! Com o tempo ela vai perceber que à coisas que se sobrepõem à vergonha, aconteceu-me com o mais velho!
      Beijinho 🙂

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *