Afinal os meus filhos não se odeiam!

Apesar da diferença de 19 anos cá em casa a relação entre os meus filhos é a típica relação entre irmão! Toda a gente fica admirada quando conto algumas peripécias! Pensam que ele, por ser bem mais velho, a estraga, que a trata como um bebé, que se perde com carinhos e miminhos, mas nada disso acontece! Ele arrelia-a, ela chora, eu desespero. Ela não lhe dá descanso, ele inferniza-lhe a vida e não lhe cede um milímetro (nunca). Muitas vezes ela diz que não gosta dele, ao que ele responde que também não gosta dela!  Cansam-me, MUITO!

Mas…

…há um grande mas!

Ele esteve fora quase uma semana e, quando chegou, trazia na mão um presente que lhe entregou mal ela abriu a porta, só que ela não quis saber de presente nenhum. Abraçou-se às pernas dele e não queria largar, só largou quando ele lhe pegou ao colo! Foi um momento de grande ternura, daqueles que não registámos mas que ficam guardados na nossa memória para sempre!

Ainda sorrio quando penso que afinal os meus filhos não se odeiam!

E por aí, há relações difíceis entre os irmãos?

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Dia da Família… por mais tempo com a nossa!

Hoje assinala-se o dia da família, aquela instituição que devia estar no topo das nossas prioridades! Mas, será que está? Ou antes, será que pode estar? Deparo-me, diariamente, com crianças que anseiam por mais tempo com os pais e pais que desejavam mais tempo para os filhos! Deparo-me, diariamente, com pais cansados que não têm disponibilidade para ESTAR com os seus filhos! Deparo-me, diariamente, com pais tristes e com uma grande necessidade de estar com o melhor do seu mundo!Deparo-me, diariamente, com miúdos que demonstram falta dos seus progenitores, com falta de tempo de qualidade, com falta de tempo para brincar, para jogar, para mimar. Esta é a triste realidade! Apesar de eu me considerar uma sortuda no que a isto de equilibrar família e trabalho diz respeito, não consigo ficar indiferente a esta problemática. Sim, porque isto é um problema. Um problema que a todos nós diz respeito!

Hoje, enquanto conversávamos sobre isto de se estar em família e que neste dia todos deviam poder estar com a sua, a maioria dos miúdos respondeu-me que não podiam porque o pai e a mãe tinham que trabalhar! E têm! É inevitável! Mas será que a sociedade nesta monopolização do trabalho e na sua constante intromissão na vida pessoal, não se está a esquecer do mais importante? Não nos estaremos todos a esquecer das crianças? Não culpo os pais, apenas aponto o dedo a todos nós, que assistimos dormentes à falta de tempo para estar em e com a família! Miúdos que passam demasiadas horas na escola é uma realidade, triste, mas uma realidade! E, infelizmente, há quem aplauda, há quem ainda encontre soluções para os miúdos estarem lá mais tempo. Sob a desculpa de que os pais têm que trabalhar! Não seria mais importante dar condições às famílias para terem mais tempo para os filhos? Não seria importante refletir sobre os efeitos que tudo isto terá no equilíbrio destes miúdos? Não estará na hora de fazer perceber que vamos pagar todos, bem caro, por esta falta de tempo para os pequenos seres que serão os adultos de amanhã? Não estará na hora de dizer basta? Eu acho que sim e você?

Vamos criar um movimento? Por cada foto em família um #PorMaisTempoEmFamília! Vamos lá, eu já comecei!

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

A maravilhosa sensação de ser… Mãe!

Hoje, Dia da Mãe, não poderia deixar de falar sobre isto de ser mãe, sobre este nosso tão maravilhoso papel!

Mãe, aquele ser superior capaz de tudo. Que sabe sempre tudo e onde está… TUDO! Podemos até perguntar: “Hey, I’m a mom, what’s your super power?”, porque realmente devemos ter um qualquer super poder que nos permite estar em todo o lado e ser capaz de… TUDO! Gerar um criança é um feito memorável, ter a possibilidade de a sentir mesmo antes dela nascer, conseguir alimentá-la usando apenas o nosso corpo é algo de transcendente! E diariamente acumulamos tarefas em cima de tarefas, que isto de ser mãe dá um trabalhão e pêras. Mas é, de longe, o trabalho mais bem pago de todos, não é? 🙂

Eu sempre me imaginei mãe, alcancei o feito cedo, tinha 19 anos. Na altura não tinha muita perceção do que estava a acontecer, era uma miúda. Hoje percebo que aquele foi o melhor presente que a vida me deu. Entretanto deu-me outro e que felizarda eu sou! E é tão verdade que eles, os filhos, são o nosso melhor! O nosso porto seguro, a nossa melhor companhia… Afirmo, com toda a certeza, que de todos os papéis que desempenho na sociedade este é o que melhor faço, é o que mais prazer me dá, mais alegrias, mais tudo!

Tenho imensa pena que o Rui não goste de fotografias, que fuja, que faça imensas caretas. Mas pelo menos esconde-se atrás da câmara e acontece magia, como com estas imagens, que estão tão giras que tinha de as mostrar! Aqui vão…

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Não deixo a minha filha pintar as unhas!

Não digo que nunca o farei, aprendi muito cedo que nunca devemos dizer nunca, mas a verdade é que não deixo. Não deixo porque não gosto de ver e esta é a principal razão. Também considero algo a fazer em idade adulta. Depois como vamos ter moral para pedir que não se maquilhem todas aos 12 anos ou até mais cedo? Sei que mesmo assim não estou livre disso, mas mantenho uma coerência no que ao tempo para as coisas diz respeito. E cada coisa tem o seu tempo!

Ela adora, eu pinto e ela pede. Diz que a menina x ou y da escola dela têm um verniz igual ao da mãe, eu costumo dizer-lhe: “Ah é? Mas tu sabes que essas coisas fazem mal à meninas pequeninas, não sabes?”. Ela anui e a conversa fica por ali! Também não a deixo mexer nos batons, que ela adoooora! Tem um do cieiro e outro cor de pele e mesmo esses de vez em quando desaparecem. A questão dos químicos preocupa-me! De vez em quando deixo-a brincar com as sombras, muito de vez em quando, e ela vibra! Mas não é sempre e tento que o faça só em casa! 🙂

Até quando durará esta minha opinião? Who knows! 🙂

É bem menina, a minha menina! 🙂

E por aí, permite que pinte as unhas?

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota