O regresso da Carlota e o seu amor pela escola!

O regresso da Carlota e o seu amor pela escola!

Começou ontem a escola, andava ansiosa! Dizia muitas vezes “há muito tempo que não vejo os meus amigos?”ou “quando começa a escola?” e não acho que fosse porque estava farta de nos aturar. É imensamente feliz desde há três anos, quando a deixei pela pela primeira vez entregue a pessoas desconhecidas! Naquela altura não sabia como ia correr. Nunca criei grandes expectativas, nunca disse que lhe ia custar muito, nem afirmei que não lhe ia custar nada. Fiz o trabalho que me competia e deixei o resto entregue a ela e a quem a recebia!

Correu sempre tudo muito bem! Nunca chorou e a cada final de ano vêm umas férias carregadas de saudades.

Quando a deixei a primeira vez sofri, sofri como todos sofrem. Tive medo, todos temos, não é verdade? Mas sabia que o melhor da sua vida também ia acontecer ali, num espaço pensado para ela. O jardim de infância é, na grande maioria das vezes, o melhor que há para os miúdos. Num jardim de infância há imensos brinquedos e possibilidades de brincadeira. Há espaço pensados nos mais pequenos, há livros e há jogos. Há áreas de trabalho feitas em miniatura, para que eles, também mini, as explorem autonomamente. Há trabalhos feitos por eles, pensados por eles, criados por eles.

E há, acima de tudo, um amor imenso que cresce de dia para dia, quase como aquele amor que se sente por um filho!

Bom ano meu amor, bom ano! 🙂

E por aí, também há este enorme amor pela escola? 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se! 🙂

O regresso!

O regresso!

O primeiro dia já está, foi intenso, bom, mas intenso! O regresso é sempre assim. Há miúdos que choram, há miúdos que nos absorvem tantas eram as saudades, há toda uma série de competências adquiridas que nos fazem transbordar de orgulho e pensar… CARAMBA, CRESCERAM TANTO!

Há risos e cantigas, há descobertas, há uma nova sala, novos brinquedos, novos amigos! Há um novo ano a começar e a promessa de que vai ser maravilhoso. Há uma imensidão de pensamentos, de ideias e a certeza de que daqui a menos de um ano estarão ainda mais crescidos e igualmente FELIZES!

E, para mim, ainda houve o perceber que, a partir de hoje, deixo de ser Sofia e passo a ser Bia! Sim, quando começam a falar alguns deles chama-me Bia e o Bia vai ficando… para sempre! 🙂

Um bom regresso, para quem, desse lado, também começou uma nova aventura! 🙂

Gostou deste artigo? Então partilhe-o com os seus familiares e amigos! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

Em minha casa é uma democracia mas…

Quem manda sou eu!

Há lugar para opiniões, que aqui não reina a ditadura, mas a última palavra é sempre minha! Quem diz minha, diz do pai, embora toda a gente saiba que quem manda em casa somos nós, mulheres! Certo? Certo!

Pois aqui também é assim. Há coisa negociáveis, outras não! O banho tem que se tomar, o iogurte tem que se beber antes de ir para a escola, no fim de jantar não há ecrãs… já a roupa às vezes é negociável! Às vezes! Costumo dizer-lhe “tens estes vestidos, qual queres?” e ela escolhe. Mas nunca a deixo ir ao armário escolher o que quer vestir, isso não deixo. Apesar dela sair à mãezinha e já combinar tudo muito bem.

aqui falei acerca da importância dos limites e aqui da importância de não estarmos sempre a dizer não. No entanto, é bom que se perceba que quem manda em casa são os pais e apesar da criança ter uma voz, a última palavra é sempre do adulto. Sem autoritarismos, sem agressividade, sem o tom do “quem manda aqui sou eu!”… apesar de sermos nós quem manda! 🙂

A empatia e o respeito têm que prevalecer e temos que ler este post e compreender o que é isso de ser criança! Temos que perceber que a criança não tem maturidade suficiente para lidar com a frustração, que raramente está quieta e, acima de tudo, temos que compreender que as crianças são seres imensamente felizes e que fazem IMENSO BARULHO! 🙂

Como faz aí em casa, quer partilhar?

Gostou deste artigo? Então partilhe-o com os seus familiares e amigos! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro.”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

A importância do sim em educação!

A importância do sim em educação!

Mãe posso? Não! Mãe dás-me? Não! Mãe…? Não! Quantas vezes, muitas de nós, ainda nem ouviu a pergunta toda e já está a responder NÃO? Mas, quando pensamos melhor, voltamos atrás e dizemos sim! E se tentássemos criar oportunidades para dizer sim. E se, a partir de hoje, tentássemos perceber as motivações dos nossos filhos e a resposta não fosse (sempre) não? Quem me conhece sabe que defendo a consistência e a persistência das nossas decisões (falei disso aqui), por isso, esta mudança dará algum trabalho.

Muitas das vezes respondemos por impulso ou por acharmos que permitirmos alguma coisa à criança coloca em causa a nossa autoridade. Por vezes temos medo que digam coisas como “faz tudo o que quer!”. E, por vezes, muitas vezes, abusamos da palavra não!

De vez em quando, a Carlota pede-me para pintar os lábios com o meu batom e eu permito! Sei que estas imitações são normais, as crianças aprendem imenso com os exemplos e as meninas gostam destas coisas. Acredito mesmo que lhes está nos genes (há delas que não gostam, mas a maioria sim). Há certas coisas que não permito, não a deixo pintar as unhas, sair de casa maquilhada, mesmo que seja com a maquilhagem dela, mas um batom… Bem, um batom é um batom e eu deixo.

Aqui em casa há regras e há limites, mas também há compreensão pelo que é ser criança (mal de mim!), pelas suas características e necessidades. E há, acima de tudo, um tremendo respeito pela Carlota enquanto ser humano! 🙂

Mais vantajoso que o não, é dizer à criança, de forma clara, aquilo que pretende, o que a ajuda a perceber que há possibilidades, que é respeitada e que sua voz é ouvida.

Como faz aí em casa? Concorda com a importância do sim?

Gostou deste artigo? Então partilhe-o com os seus familiares e amigos! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro.”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicione-se!  🙂