Os bebés e a estimulação sensorial!

Estou, este ano letivo, numa sala de berçário. Estou no céu, com bebés para cheirar, apertar, todo o dia, todos os dias. É maravilhoso!

Está bem que eles choram e por vezes não os percebemos muito bem, mas os bebés são aqueles seres maravilhosos que nos arrancam sorrisos só porque sim. Eu gosto disso! 🙂

Com bebés deve dar-se preferência a atividades de estimulação sensorial, pelo que assento a minha prática nesse pilar. Paladar, olfato, tato, visão e audição, este deve ser o eixo pedagógico presente numa sala de creche. Os bebés necessitam de experiências sensoriais estimulantes e isso não é difícil. Com materiais que temos por casa e alguma imaginação (o Pinterest ajuda) conseguem-se coisas maravilhosas e a preços bem low cost.

Umas luvas de borracha com bolinhas de esferovite, com arroz ou com feijão (já fiz, ficam maravilhosas). Um cesto dos tesouros, tintas comestíveis e até plasticina que a criança possa levar à boca. Uma garrafa de água vazia com feijões dentro faz as delícias dos mais pequeninos, eu sei, tenho na sala. Imagens reais impressas e coladas na parede, isto para quem está numa sala com bebés! Ou livros com imagens reais, é só procurar nos hipermercados e livrarias, há alguns, que eu já vi. Este tipo de atividades permitem conexões cerebrais importantíssimas para o desenvolvimento da criança a vários níveis!

Este ano vou partilhar por aqui algumas sugestões! Acha uma ideia interessante ou nem por isso? De qualquer maneira amanhã sai a primeira, é surpresa, fique atenta!

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro.”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Miúdos e tesouras, o que importa saber!

Não sei se é por ser educadora de infância, mas a minha filha usa tesoura desde muito pequenina. Ainda não tinha dois anos e já pegava na tesoura e tentava cortar as unhas às bonecas. Claro está que, nesta altura, apenas o fazia com supervisão, mas aos dois anos comprei-lhe a sua primeira tesoura. Essa tesoura era utilizada comigo ao lado dela. Cortava um papel qualquer, por vezes os panfletos do supermercado. Mais tarde, aos três anos, a tesoura passou a fazer parte do material de artes plásticas. Hoje em dia já usa quando e como quer!

Se tenho medo? Não, nenhum! Eu sou apologista de que devemos oferecer aos nossos filhos quase tudo, temos é que os ensinar (orientar). Se se pode cortar? Pode, mas acho que me corto mais depressa eu com uma faca (está sempre a acontecer). Se um dia vai cortar o cabelo? É provável, mas também não vejo grande problema nisso. É normal, faz parte. É mais uma experiência e, afinal, ele cresce! O irmão já era grande, já tinha, como costumo dizer, idade para ter juízo e cortou. Depois cresceu! 🙂

Considero, até, a superproteção dos miúdos contraproducente e não oferecer uma tesoura adequada a uma criança é superproteção. A tesoura é um instrumento cheio de potenciale  que ajuda imenso:

  • No desenvolvimento da motricidade fina;
  • Na coordenação visual;
  • Na coordenação óculo-manual;
  • No desenvolvimento da lateralidade.

Todas estas competências são importantíssimas na entrada para o primeiro ciclo, sendo fundamentais na altura de aprender a escrever! 🙂

E, por aí, permite a livre utilização da tesoura ou tem medo? 🙂

As tesouras usadas por mim e pela Carlota são da Batil (aqui)! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro.”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Quando eles não contam nada…

Esteja atento às brincadeiras! 🙂

Sim, é verdade, principalmente com as meninas! A maioria das crianças recria, enquanto brinca, situações da vida real. A família, a escola, as brincadeiras no parque… Se estiver atenta vai ouvir-se e ver-se imensas vezes nas brincadeiras dos miúdos. É assim!

A Carlota, como todas as crianças, detesta interrogatórios. Do tipo: o que fizeste hoje? O que comeste? Foste ao recreio? Eu, apesar de saber que não o devo fazer, por vezes… esqueço-me! Ela, como é óbvio esquiva-se! Mas eu não me preocupo, até porque acaba por contar tudo, principalmente se for alguma coisa com significado! 🙂

Vou partilhar uma estratégia que funciona cá em casa. Começo, muitas vezes, por contar como correu o meu dia. O que fiz, como estiveram os bebés, o que comi… Às vezes resulta, principalmente se formos no carro, outras vezes não! 🙂

Outra estratégia é observar as brincadeiras. Como conheço muito bem o modelo pedagógico da escola da Carlota, identifico quase sempre o que está a fazer! Há dias, sentada no chão da sala, com um caderno em cima das pernas fazia o planeamento. Outras vezes percebo que está no refeitório. Mas também me revejo nas suas brincadeiras. Uma altura vinha na rua com uma boneca às cavalitas e, fazendo a voz da boneca, dizia “quero ir para o carro”, depois respondia, “já vamos, tens que esperar, tens que aprender a esperar!” Eu, claramente eu! 🙂

É uma delícia vê-los brincar e se observarmos com muita atenção, percebemos que dizemos coisas acertadas e outras vezes… nem tanto!

Costuma observar os seus filhos a brincar? E já se (ou)viu alguma vez?

O sítio desta foto é uma estufa cheia de catos e suculentas, chama-se Mia Luzia e merece mesmo uma visita! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro.”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Aos senhores que fazem livros infantis, um pedido!

Diz quem sabe que para bebés e crianças pequenas, até aos três anos, se devem privilegiar as imagens reais. Que a criança ainda não tem capacidade para fazer a ligação entre o real e o imaginário. Que o seu conhecimento e compreensão do mundo acontece de forma gradual – primeiro o objeto, depois a imagem real e só depois a imagem animada! Posto isto, digam-me, por favor, por que é que não há livros com imagens reais em Portugal? Ou, se há, são tão raros que nunca os vejo?

Há uns anos havia uma coleção espetacular da Book.It, chamava-se Pequenos Passos, e estava dividida por idades. Só que desapareceu, evaporou-se, nunca mais foi vista! Tenho imensa pena, porque considero ser uma mais-valia para qualquer casa com bebés pequenos, e berçário, by the way! Até porque se procurarmos numa loja estrangeira eles são imensos. Com animais, com objetos de casa, com bebés… Bem, há de tudo! Mas por cá, procuram-se e não se encontram, por isso é urgente que alguém os edite! 🙂

Já agora deixo um pedido, se vir algum avise-me, por favor! Pode ser?

Este look é lindíssimo e pode vê-lo melhor aqui! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro.”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota