Garrafas sensoriais para bebés… e não só!

Escrevi, neste artigo, que o trabalho numa sala de berçário passa muito pela estimulação sensorial. Por isso, e querendo sempre envolver a Carlota naquilo que faço, criei com ela uma data de garrafas sensoriais. Na verdade, ela fez quase tudo e vi-a tão feliz por poder participar em algo para “os bebés da mãe” que só por isso já valeu a pena todo o trabalho.

As garrafas

As garrafas são muito fáceis de fazer, basta ter os ingredientes certos. Mas eu explico tudo direitinho, ok? Ora, então vá…

Material necessário

  • Garrafas transparentes pequenas
  • Cola transparente
  • Estrelas (tipo purpurinas)
  • Água
  • Purpurina cola
  • Pompons médios
  • Bolas de gel (daquelas que se colocam nos arranjos)

Modo de preparação

Comece por colocar algumas estrelinhas, dois ou três pompons, meia dúzia de bolas de gel e um pouco de purpurina cola. De seguida encha até meio com a cola transparente. Por fim, adicione água e agite. Se tiver dificuldade em movimentar retire um pouco de líquido.

Depois é só oferecer ao seu bebé e vê-lo admirar-se com o que se passa dentro daquele pequeno frasco transparente! 🙂

Deixo as imagens que ilustram bem todo o processo! 🙂

Já conhecia esta atividade? As garrafas ficam super giras, não ficam?

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro.”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

A importância da estimulação sensorial nos bebés!

A importância da estimulação sensorial nos bebés!

Estou, este ano letivo, numa sala de berçário, por isso penso muito na importância da estimulação sensorial nos bebés! E sim, estou no céu… com bebés para cheirar, apertar, todo o dia, todos os dias. É maravilhoso!

Está bem que eles choram e por vezes não os percebemos muito bem, mas os bebés são aqueles seres maravilhosos que nos arrancam sorrisos só porque sim. Eu gosto disso! 🙂

Com bebés deve dar-se preferência a atividades de estimulação sensorial, pelo que assento a minha prática nesse pilar. Paladar, olfato, tato, visão e audição, este deve ser o eixo pedagógico presente numa sala de creche. Os bebés necessitam de experiências sensoriais estimulantes e isso não é difícil. Com materiais que temos por casa e alguma imaginação (o Pinterest ajuda) conseguem-se coisas maravilhosas e a preços bem low cost.

Umas luvas de borracha com bolinhas de esferovite, com arroz ou com feijão (já fiz, ficam maravilhosas). Um cesto dos tesouros, tintas comestíveis e até plasticina que a criança possa levar à boca. Uma garrafa de água vazia com feijões dentro faz as delícias dos mais pequeninos, eu sei, tenho na sala. Imagens reais impressas e coladas na parede, isto para quem está numa sala com bebés! Ou livros com imagens reais, é só procurar nos hipermercados e livrarias, há alguns, que eu já vi. Este tipo de atividades permitem conexões cerebrais importantíssimas para o desenvolvimento da criança a vários níveis!

Este ano vou partilhar por aqui algumas sugestões, sobre a importância da estimulação sensorial nos bebés! Acha uma ideia interessante ou nem por isso? De qualquer maneira amanhã sai a primeira, é surpresa, fique atenta!

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e mostra mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto, depois onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro.”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

A doce Margarida!

Com seis meses, ao visitar uma prima recém-nascida no hospital, a Carlota atirou-se para ela com uma felicidade tal que a minha mãe disse logo: “Vou-te oferecer uma boneca”. Assim o fez! Dei-lhe o nome de Margarida, em homenagem à boneca de uma aluna, uma aluna especial! Uma aluna que teve um episódio muito triste na vida e que tinha na Margarida, que levava todos os dias para a escola, a sua melhor amiga. Marcou-me o coração e, por isso, a boneca da minha filha, que é hoje a sua melhor amiga, também se chama Margarida! Margarida como aquela boneca, daquela aluna, que todos os dias me entrava na sala. Ao início a boneca era quase do tamanho dela, mas a Carlota cresceu e a Margarida, que começou a ter um tamanho aceitável para um bebé, passou a fazer parte de TODAS as brincadeiras. Há dias disse-lhe, enquanto lhe dava banho, que o avô tinha trazido uma coisa boa. Ela sorriu! No fim do banho pegou na Margarida e confidenciou-lhe: “O Bu trouxe uma coisa boa Margarida!”. É delicioso vê-la brincar com ela. A partilha de momentos, de brincadeiras, de alegrias e de tristezas. O replicar do dia a dia da escola é feito com a boneca, o carinho com que a trata ou quando se magoa e, em vez de chamar o pai e a mãe, chama pela Margarida. Põe a Margarida a dormir, dá-lhe um beijo e quando ela está a chorar (na cabeça dela, que a boneca não chora), coloca-lhe a mão na cara e diz com carinho: “Não chores Margarida, não chores, já passou!”. É pena que cresçam tão depressa e que estes momentos tão ternurentos fiquem para trás!

*Beijinhos*

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota
E no Facebook —> Pedaços de Nós

Atividades com crianças… Digitinta

Uma das coisas que podemos fazer com crianças tão pequenas como a Carlota é esta digitinta, basta juntar água, farinha e corante… et voilá!, temos uma criança entretida por um bom período de tempo!
Este tipo de atividade é ótimo, não só pela diversão mas também pelas inúmeras oportunidades de aprendizagem que proporcionam. Enquanto explora com as mãos desenvolve competências motoras ao nível da coordenação dos movimentos finos, ao mesmo tempo que usa os cinco sentidos!
Para fazer a digitinta usei farinha, água, corante e aroma de morango, tudo ingredientes passíveis de serem usados por bebés, porque podem ser levados à boca sem causarem dano. Com crianças mais velhas podem utilizar tinta em vez do corante e colocar um pouco de detergente da loiça, pois fica um pouco mais cremosa! Juntam tudo e mexem até ficar com uma consistência parecida à do iogurte, depois é só colocar num local plano e deixar a criança explorar livremente (não convém obrigar!)
A Carlota adorou, primeiro mexeu só com o dedo, muito a medo, e como viu que ficou sujo pediu para limpar. Aos poucos colocou mais dedos, depois a mão toda, de seguida resolveu colocar também nas pernas, no fim foi tudo para a banheira, primeiro ela, depois a cadeira. Não se preocupem, sai tudo!
Podem ver um pequeno filme desta atividade aqui

IMG_9040 IMG_9048 IMG_9049 IMG_9055 IMG_9061 IMG_9064 IMG_9082 IMG_9089 IMG_9107 IMG_9114

A cadeira e a bata são do Ikea, super práticas e fáceis de limpar!

Gostaram?

*Bom fim de semana*

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota