Férias e miúdos: não tem que ser um pesadelo!

Adoro estar de férias com a minha família e isso inclui, como é óbvio, a minha filha!

A minha filha tem três anos e, como qualquer criança de três anos, necessita de imensa atenção e tem uma energia inesgotável! Se me cansa? Claro que me cansa! E leva-me, algumas vezes, ao desespero! Só que depois penso que passo o ano inteiro a desejar estes dias, passo os dias a desejar mais tempo com ela, fecho os olhos e respiro fundo. Resulta! Também me lembro muitas vezes que também eles precisam de férias, precisam mesmo muito, e precisam também (IMENSO) de estar com os pais.

Muitas das vezes o problema é que nos esquecemos que são crianças e que as crianças são mesmo assim, elétricas! O meu filho mais velho dizia-me uma vez na praia: “Eu não tenho nada para fazer e eu sou criança, preciso de brincar!” Serviu-me de lição! Realmente as crianças precisam é de brincar e de se mexer e de saltar e de correr! 🙂

Os miúdos têm energia para dar e vender e mesmo quando nós já estamos quase mortos, eles continuam com a pilha em alta. E com o calor? Em que nós quase não nos mexemos a abafar e eles parecem ligados à corrente? É sempre assim, não é verdade? Não há quem os entenda! 🙂

Então o que podemos fazer para melhorar toda esta situação?
  • Primeiro, e MUITO IMPORTANTE, perceber que os miúdos são mesmo assim e fazer o exercício de nos colocarmos no lugar deles.
  • Depois, e igualmente muito importante, relativizar! Por aqui não há grandes preocupações com rotinas e mesmo com a alimentação respiro fundo. Tenho que respirar! Um dia não são dias e semanas não são um ano, muito menos uma vida!
  • Tentar fazer coisas que agradem aos miúdos. Praia, parque, piscina são algo que costumam adorar! E guardar alguns momentos para atividades mais calmas: uma história, um desenho, um filme!
  • Perceber se há um kids club por perto ou outras crianças com quem possam brincar. Se não houver, lá nos calha a nós! 🙂
  • Às refeições opte por algo que agrade, dentro, como é óbvio, de opções saudáveis. Aqui em casa funcionam muito bem as saladas coloridas e os grelhados. Como adora gelados, opto por fazer caseiros, e assim consigo o equilíbrio perfeito entre o que ela gosta e o que deve comer (pode ver receitas aqui e aqui)! 🙂
  • Negoceie e mantenha-se firme. Cá em casa tentamos que perceba que, se quer atenção, também tem que permitir que tenhamos tempo para nós. Bem sei que é difícil, principalmente quando são muito pequenos, mas é de pequenino que se começa, por isso…
  • Use de toda a criatividade possível e invente actividades! Há imensas no Pinterest e eu já experimentei algumas, quer que as partilhe de novo?
  • Convença-se que vai chegar ao fim das férias fisicamente cansada, não há como não, mas lembre-se que é nas férias que tem o tempo todo para o melhor do seu mundo. Estou errada? Penso que não!

Recorde-se sempre disto: os filhos necessitam muito de tempo com os pais, MUITO MESMO, e as férias são das poucas oportunidades que têm para o fazer, não as desperdice com o que não interessa! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Os piores queques do mundo!

Há cerca de uma semana tudo o que fizemos cá em casa correu mal. Depois desta atividade ter dado no que deu, a receita que resolvi experimentar  não correu nada, nada bem! Os queques ficaram intragáveis, quase ninguém os conseguiu comer… a não ser a Carlota, que os adorou! E não percebo como! De todas as receitas que já fizemos estes queques foram os únicos que comeu com vontade! Eu sei o que correu mal, de tal maneira que este fim de semana voltámos a fazer e ficaram bons! Eu depois partilho a receita. Bem, sabe que não uso açúcar branco e as farinhas são as chamadas do bem! Estes são quase só adoçados com fruta! 🙂

No entanto, nem tudo ficou perdido. A miúda divertiu-se imenso e eu reparei que ela já consegue fazer quase tudo sozinha! No fundo, quando ela se diverte é tudo o que importa, apesar de ter ficado um pouco triste por tudo ter CORRIDO TÃO MAL! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Com marshmallows fizemos…

Plasticina!

E já não é a primeira vez!  Na semana passada fiz na escola e os miúdos gostaram tanto, que voltei a fazer com a Carlota! Na verdade andava distraída com estas coisas, há mil e uma receitas diferentes  e eu sempre a repetir a pasta de farinha! Mas vou andar mais atenta, prometo! 🙂

Esta pasta é maravilhosa ao nível das sensações, tem um toque suave (sedoso mesmo), é bastante maleável, cheira a coco e… eles podem comer! O que significa que os mais pequeninos também podem fazer!

Quanto às competências que os miúdos desenvolvem, podemos nomear o desenvolvimento da motricidade fina, enquanto utilizam os cinco sentidos. Trabalhar com os sentidos é das coisas mais importantes desde muito cedo. Não descuro de o fazer com a Carlota desde que ela era bebé.

Então como se faz! É muito simples: basta juntar 12 marshmallows brancos (comprei estes), quatro colheres de sopa cheias de farinha tipo Maizena e duas colheres de sobremesa de óleo de coco. Depois leva-se ao microondas cerca de 45 segundos, mexe-se bem e está pronta! Se colar adiciona-se um pouco mais de Maizena. Mas atenção, quanto mais Maizena juntar, mais dura ela fica!

O bibe que nos acompanha nestas aventura é da Mada in Lisbon e podem encontrá-lo aqui! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Uma massa muito elástica!

Partilhei um filme no Instagram com a Carlota a explorar uma massa muito elástica. As reações não se fizeram esperar e a sondagem que realizei permitiu-me perceber que há imensa gente que quer saber o que era aquilo!

Posso afirmar que esta atividade foi, sem dúvida, a melhor experiência que alguma vez fiz com a minha filha. Correu super bem, a miúda adorou, esteve entretida uma data de tempo e… desenvolveu uma série de competências. Desde já posso referir o desenvolvimento da motricidade fina, ao mesmo tempo que estimula os cinco sentidos.

Então como se faz?

Ingredientes:
  • Cola branca forte, eu utilizei a da Note (marca do Continente) em casa e Pica Pau na escola, experimentei uma mais fraca e não deu.
  • Espuma de barbear.
  • Líquido das lentes de contacto (deve conter ácido bórico).
Modo de preparação:

É muito simples. Basta juntar uma medida de cola branca, a duas de espuma de barbear e três colheres de sopa de líquido das lentes de contacto (atenção que deve conter ácido bórico!) e mexer com uma colher. Se ficar a colar junte líquido até que deixe de o fazer. A massa vai ficando mais fácil de manusear (e a colar menos) à medida que se vai mexendo.

No fim fica tudo muito limpinho, porque a massa não fica colada a nada! 🙂

Agora as imagens, que estão maravilhosas, espero que goste!

O bibe que nos acompanha nestas aventura é da Mada in Lisbon e podem encontrá-lo aqui! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se!  🙂

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota