Três palavras proibidas em educação!

Três palavras proibidas em educação!

São três e apenas três a palavras que não devemos dizer quando comunicamos com uma criança! Não é nada difícil pois não? O que são apenas trÊs palavras num universo tão vasto como é o léxico português? Pois, mas nós utilizamo-las tantas vezes e o cérebro está de tal maneira programado que é muito difícil não as dizer!

Vai uma aposta?

Ora muito bem, as três palavras que não devemos dizer em educação são…

Nunca

Sempre

Muitas vezes dizemos, sem refletir, frases deste género: fazes asneiras; choras; portas-te SEMPRE mal; deixas SEMPRE a torneira aberta; tens SEMPRE a roupa suja; NUNCA fazes nada de jeito!; NUNCA arrumas nada; NUNCA me ajudas…

 Mas, se pensarmos bem, nenhuma criança (ou adulto) faz sempre tudo mal. Nem se porta SEMPRE mal, ou porta? E será que NUNCA, mesmo nunca, faz nada de jeito? Não me parece que essa seja a realidade. No entanto, o que acontece é que nós enfatizamos frequentemente os defeitos, colando-os à pele da criança, como se a criança fosse apenas aquilo. Só que não é!

Pense comigo, se alguém lhe dissesse, frequentemente, coisas deste género, o que sentiria? Consegue imaginar? Não is gostar, pois não? Pois, a criança sente o esmo! Para além disso o que dizemos à criança tem impacto na definição da sua personalidade, condicionando, em larga escala, o seu comportamento. Sim, se disser a uma criança que ela se porta sempre mal, que ela não faz nada de jeito, ou que só faz asneiras, ela vai acreditar que isso é verdade.

Por todo estas razões diga-me, não vale a pena refletir e refrear o ímpeto de utilizar estas três palavras no nosso discurso? 🙂

Pode ler mais sobre este assunto aqui! 🙂

Gostou deste artigo? Partilhe-o com os seus familiares e amigos! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e depois, onde diz “A Seguir”, seleccionar “Ver Primeiro”

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vão lá e adicionem-se!  🙂

Por favor explique tudo às crianças!

Por favor explique tudo às crianças!

Explique, POR FAVOR, as coisas às crianças, explique o que estão a fazer, por que é que estão a fazer, como estão a fazer, com o que é que estão a fazer…

Deparo-me muitas vezes com a resposta “não sei!” por parte das crianças quando as questiono sobre o que fizeram ou onde foram no fim de semana. Há dias num hipermercado ouvi uma criança, de cerca de quatro anos, perguntar à mãe se um pimento era um tomate! Isso deixa-me preocupada. Faz-me pensar se há comunicação, se a coisas são conversadas, se se explica aos miúdos como as coisas funcionam!

Por favor explique tudo às crianças!

Explicar às crianças o sítio onde estão, o que estão a fazer ou o que estão a comprar, não só trabalha a memória e a organização de pensamento, como agiliza a capacidade de fazer uma narrativa. Para além disso, são conhecimentos que se alargam. Eles não nascem ensinados, apesar de por vezes parecer! E não, não tenho um especial interesse na vida alheia, não é isso, só que muitas vezes as histórias que os miúdos nos contam, como os passeios que dão ou aquilo que vivenciam, são aproveitados para trabalhar numa sala. E trabalhar a partir dos interesses dos miúdos é tão mais compensador, tanto para nós, como para eles.

Lembro-me bem, há já alguns anos, a propósito do Natal, de uma menina muito tímida partilhar com a turma como se fazia roupa velha. Ora, ela nunca falava, NUNCA! Mas a alegria dessa criança com a sua conquista e com o facto de toda a turma ouvir a explicação, foi impagável. Eles adoram partilhar, acredite! Por isso, por favor, converse, fale, explique-se, lembre-se que conhecimento nunca é de mais e as crianças têm tanto, mas tanto para aprender, assim como nós todos!

Aí em casa costuma explicar tudo às crianças? Não acha muito mais engraçado quando se conversa acerca do que se está a vivenciar? 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota
E no Facebook —> Pedaços de Nós