Descobri uma forma de a deixar pintar as unhas!

Descobri uma forma de a deixar pintar as unhas!

A Carlota adora pintar as unhas, mas eu não a deixo pintar as dela, pelo menos não com os meus vernizes (falei disso aqui). Quando, a fazer scroll pelo Instagram, ela viu umas mãos de cartão com as unhas pintadas, pediu igual. Pensei, porque não? Com tanto tempo em casa, é óbvio que mantê-los ocupados com algo que gostem, é o que toda a gente deseja.

Claro que, como educadora que sou, vejo em tudo intencionalidade educativa. Com esta atividade não seria diferente e, para além de termos uma criança entretida um bom bocado, ainda trabalha a motricidade fina!☺️

Uma atividade simples, que, acredito, fará as delícias das miúdas (e não só) aí de casa.

Material necessário:

  • Um pedaço de cartão
  • Marcador preto
  • Lápis de cartão
  • Tesoura

Como fazer:

Desenhar as suas mãos no cartão com um lápis de carvão, contornar com o marcador preto e cortar à volta. Simples, prático e eficaz!?

O que acha desta forma que descobri de a deixar pintar as unhas?

Gostou deste artigo? Partilhe-o com os seus familiares e amigos! 🙂

Beijinho no ❤️

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota

Pasta de farinha para o Dia das Bruxas!

Pasta de farinha para o Dia das Bruxas!

Na próxima semana chega o tão aguardado (pelos miúdos, entenda-se!) Dia das Bruxas. Por todo o lado há fantasias assustadoras para os mais pequenos… e não só! Como educadora não consigo deixar de me levar por todo este entusiasmo e até eu vou mascarar-me. Para além disso, ser mãe e educadora “obriga-me” a assinalar a data com umas quantas atividades promotoras de diversão e, claro está, de aprendizagens!

Começámos com a pasta de farinha, que adoramos (sim, eu também!), e modelámos abóboras, com pequenas bolinhas laranja! Uma atividade simples, super divertida, que tem como grande benefício o trabalho da coordenação motora fina. Fizemos a propósito do Dia das Bruxas, mas pode ser feita em qualquer altura do ano!

A receita para a pasta de farinha para o Dia das Bruxas está mais em baixo, basta deslizar e ver as fotos!

Este slideshow necessita de JavaScript.

A receita:
Ingredientes para a :
  • Água
  • Farinha
  • Corante (amarelo e vermelho ou laranja)
  • Palitos
Modo de preparação:

Juntar água e farinha, em quantidade suficiente para não colar, e adicionar um pouco (mesmo pouco) de corante vermelho e muito de corante amarelo (em alternativa pode ser corante laranja). Depois, é só modelar e partilhar momentos de alegria com os mais pequeninos!

Quer mais atividades? Esta já conhecia?

*Beijinhos e divirta-se*

Sofia

Siga-nos no Instagram —> @sofiasalgadomota
E no Facebook —> Pedaços de Nós

Como desenvolver a motricidade fina!

Como desenvolver a motricidade fina!

A motricidade fina é uma importante competência tanto na criança, como no adulto. É a motricidade fina que nos permite realizar tarefas que exigem mais precisão motora. A criança, quando nasce, tem a motricidade (tanto global como fina) muito pouco ou nada desenvolvida. À medida que cresce, vai sendo capaz de agarrar e manipular alguns objetos, fazendo-o, com o assar do tempo, com maior precisão. Mas para que isso aconteça é importante deixar a criança explorar, descobrir coisas novas e experimentar novas formas de utilizar os objetos.

No entanto, nós podemos, e devemos, dar uma ajuda e com pequenas coisas, promover de uma forma consistente o desenvolvimento da motricidade fina.

Assim sendo, deixo uma lista com algumas atividades dicas para desenvolver a motricidade fina:
  • Antes de mais, é necessário estimular os sentidos. Como defendia a tão em voga Maria Montessori, o desenvolvimento dos sentidos precede o desenvolvimento das atividades superiores intelectuais, uma educação através dos sentidos afina a perceção dos estímulos recebidos.
  • Rasgar, primeiro, e depois cortar. A Carlota com dois anos já utilizava tesoura, com a supervisão de um adulto, como é óbvio (falei disso aqui). Convém sempre supervisionar, eles têm uma certa tendência para cortar o cabelo. Faz parte, digo eu!
  • Construir utilizando legos ou blocos de madeira. Colocar no sitio, encaixar, empilhar, tudo isto necessita de treino e quando a criança treina está a desenvolver a motricidade fina.
  • Jogos de encaixe. Primeiro aqueles de madeira muito simples, em que a criança só tem que colocar no local certo e depois vai evoluindo com o tempo, até chegar aos puzzles de IMENSAS peças. Eles gostam e nós podemos ajudar. AJUDAR não é fazer por eles, é apenas orientar. 🙂
  • A palavra de ordem é amassar, amassar, amassar! Plasticina, pasta de farinha, areia, barro… Esta é a minha forma predileta de desenvolver os músculos das mãos. Construir formas com materiais modeláveis, permite à criança trabalhar os músculos associados a ações mais precisas. Desde muito cedo que a Carlota o faz e coincidência, ou não, ela tem uma motricidade fina muito bem desenvolvida para a idade.
  • Enfiamentos. Um cordel e simples massinhas de tubo fazem as delícias dos miúdos. Uma atividade low cost e tão boa para desenvolver a motricidade fina.
  • Desenhos. Papel, canetas, lápis de cor e de cera, tintas e pincéis, tudo ao dispor da criança e da sua criatividade. Eu dou sempre preferência ao desenho livre, pela possibilidade de criar que dá à criança. Para além disso, com o desenho livre, a criança percebe que a mão executa o que a sua visão ordena, trabalhando, assim, a coordenação óculo-motora.

Simples não é? E tão, mas tão fácil desenvolver a motricidade fina das crianças! 🙂

O bibe que nos acompanha nestas aventura é da Mada in Lisbon e podem encontrá-lo aqui! 🙂

*Beijinhos*

Sofia

Siga-nos também no Instagram —> @sofiasalgadomota

Nota 1: o Facebook alterou o algoritmo e a partir de agora vai mostrar mais posts dos amigos e menos das páginas que seguimos. Para continuar a saber dos nossos posts basta ir aqui à nossa página, clicar em gosto e de seguida onde diz “A Seguir” e seleccionar “Ver Primeiro”.

Nota 2: Outra opção é adicionarem-se ao grupo do blogue Pedaços de Nós (podem fazê-lo aqui)! Esta está foi a solução encontrada para que as nossas leitoras não percam pitada. Neste espaço partilharemos apenas os posts que normalmente são partilhados na página, por isso vá lá e adicione-se!  🙂